1 de abr de 2013

{FIC} Secretária Particular


Capitulo Oito p.2 – A “Mentira” Se Torna Verdade

* * *

Arthur e Lua caíram na cama, suados.

- Ai meu Deus, assim você me mata – disse Lua deitando no peito de Arthur e o acariciando.
- Quem devia dizer isso sou eu – riu Arthur a aconchegando em seus braços.
- Bobo.
- Boba.

Dormiram logo em seguida, cansados.
O dia amanheceu e Lua foi a primeira a acordar.

Se observou acolhida nos braços de Arthur, e seus pensamentos povoaram para o que devia ser mentira, que estava virando realidade. Ela estava completamente apaixonada por Arthur e se odiava por isso. Ela teria que fazer ele sofrer. Que ódio que sentia de si mesma, não podia ter se apaixonado por ele. Não podia. Mas como a própria Mel disse, ninguém manda no coração e nos sentimentos. Estava apaixonada, e se arriscava a dizer que amava Arthur, mas teria que guardar para si isso. 

Tinha que cumprir seu trabalho para Chay. E iria aproveitar qualquer o tempo que fosse ao lado de Arthur, até que finalmente a mentira viesse a tona.
Suspirou e começou a acordar Arthur com beijos em seu pescoço e rosto.

- Bom dia – disse Arthur sorrindo.
- Bom dia. Quer café lá em baixo ou aqui?
- Hmm, na cama é bem melhor – disse Arthur beijando o ombro de Lua.
- Safadenho. Vou preparar nosso café.

Lua deu um selinho em Arthur e foi para a cozinha. Arthur ficou vendo TV, ou seja, de manhã era desenho animado. Deixou a TV ligada no SBT olhando um desenho qualquer, e esperou Lua. Logo ela voltou com uma bandeja com suco, café, frutas e pão.

- Hmm, delicia – disse Arthur olhando para a bandeja.
- Então aproveita, porque daqui a pouco temos que ir para a empresa.

Tomaram café entre beijos e foram se arrumar para ir a empresa. Arthur tinha algumas roupas ali, então, tomou seu banho e ficou esperando Lua lá em baixo.
Lua tomou seu banho e colocou sua roupa de trabalho. Saia social preta, hoje era uma camisa 
branca e um par de sapatos altos. Amarrou os cabelos para trás e passou uma leve maquiagem. Pegou a bolsa e desceu as escadas. Encontrou Arthur lendo uma revista qualquer.

- Vamos? – perguntou Lua chegando perto dele.
- Aham. Só uma coisinha – disse Arthur a puxando pela cintura. Lua riu quando Arthur a beijou. Aprofundaram o beijo juntos, com carinho e paixão. Arthur terminou o beijo puxando o lábio de Lua.

- Delicia – disse Lua cheirando o pescoço dele – agora, precisamos ir.
- Vamos então.

Com os dedos cruzados, foram para o carro e seguiram para a empresa. Como normalmente faziam, Lua descia do carro uma esquina antes, e Arthur seguia, ela chegava logo depois. Sim, era um romance em segredo para a empresa.

O dia passou rápido, sem longos trabalhos. A noite, Lua e Arthur decidiram ir ao cinema, ver um filme qualquer para distrair, cada um, de seus problemas.

Creditos:Vic Harding Fitz Montgomery e Cristiane Momsen Aguiar

4 comentários: