10 de abr de 2013

{FIC} Secretária Particular


Capitulo 14 p.2– Last Chance Ultimos Capitulos



- Eu nunca pedi ela em casamento, ela me viu comprando alianças, mas era... É pra você. Eu demorei pra te ligar, porque estava preparando o anel, feito especialmente pra você. E a tal aliança que usava, era esse anel comum aqui – Arthur esticou o dedo e mostrou o simples anel – eu amo você Lua, só você, pra sempre. Eu terminei com ela, porque eu quero você. Só pra mim.
Lua ficou calada, entendendo tudo.

- É... Verdade?
- É claro que é! Eu amo você, só você – disse Arthur sorrindo e se aproximando de Lua – eu só quero você. – tirou do bolso a caixinha azul marinho – eu quero que você, sege minha esposa. Quer se casar comigo?

Os olhos de Lua estavam cheios de lágrimas.

- É, claro que sim. – Lua correu e pulou no pescoço de Arthur, o abraçando com força. Arthur sorriu, cheirando o pescoço de Lua. Saíram
do abraço, e iniciaram um beijo apaixonado e calmo. Ali não existia pressa. Lua sorriu por entre o beijo, fazendo Arthur rir.
Arthur pegou a aliança da caixinha e colocou no dedo de Lua, fazendo carinho na mão dela, e beijando de leve seus lábios. Lua pegou a outra aliança, colocou no dedo de Arthur, beijou a mão dele, e lhe deu um selinho, que logo foi aprofundado.

- Eu te amo – sussurrou Lua sorrindo.
- Amo você – disse Arthur.

Se deitaram na cama, abraçados e com enormes sorrisos.

- Achei que nunca mais iríamos ficar assim – disse Lua se aconchegando em Arthur.
- Nem eu. Achei que tinha te perdido agora – a abraçou apertado, quase a fazendo sumir em seus braços.
- Nunca – disse Lua sorrindo.
- Nunca – disse Arthur.
- O que vamos fazer agora?
- Fugir – disse Arthur – pra bem longe, de tudo e todos. Só eu e você. - Lua riu.
- Você tá falando sério?
- Claro que sim. Quero você comigo, só comigo, e longe de tudo. - Lua o beijou rindo.
- E pra onde iríamos?
- Pra outro lugar baby, brincadeira. Pra outro pais, sem falar nada. Fugindo.
- Eu quero, só com você.

Arthur a beijou, dessa vez, com desejo.

- Hmm, aqui não. Quero que sege longe daqui – disse Lua rindo.
- Beleza, bora fugir agora?
- Safado. Não, primeiro precisamos das passagens e de um hotel, sem contar as malas e... – Arthur a interrompeu com um beijo.

- Shh. Me beija que é melhor – disse Arthur. Lua riu e o beijou.

Ficaram o resto do dia ali, namorando, abraçados e se beijando.
A lua dominava o céu, quando ouviram batidas na porta.

- Se mataram ai dentro ou estão fazendo coisas impróprias? – perguntou Mel.
- Nenhum nem outro – respondeu Lua rindo.
- Está tudo bem – disse Arthur – já vamos sair.

Arthur sabia que ia ver Chay, mas... Lua vestiu um roupão e Arthur seu casaco. Saíram do quarto de mãos dadas, e foram para a sala. Encontraram Chay e Mel na sala.

- Finalmente – disse Chay rindo. Lua e Arthur riram da palhaçada de Chay.
- Olha que bonitinho Chay, eles estão de aliança – disse Mel sorrindo. E se dando conta do que disse, Mel correu e pulou no pescoço dos dois.

- AHH! – ela gritou feliz. Lua, Arthur e Chay caíram na gargalhada com a festa de Mel.
- Eu estou feliz, tá bom? – Mel se fingiu de brava.

Não existia tenção entre Chay e Arthur. O que era bom. Sophia pirou quando soube o que o irmão fez. E ficou feliz, pois ele não demonstrava a sua verdadeira felicidade a tempos.

Só o que eles não sabiam, era da fuga de Lua e Arthur.
Creditos:Vic Harding Fitz Montgomery e Cristiane Momsen Aguiar

5 comentários: